#Mágico em Quadrinhos: “Persépolis” – Marjane Satrapi

Vou começar uma nova seção aqui no blog onde vou falar de quadrinhos e mangás, pois, após tanto tempo, voltei a lê-los e a apreciá-los. Nada melhor do que começar pelo melhor quadrinho que li esse ano: Persépolis da escritora e quadrinista Marjane Satrapi.

Imagem

Não há forma melhor de conhecer o Irã do que através dos olhos de alguém de lá e, nesse quadrinho autobiográfico, Marjane Satrapi mostra as dificuldades daqueles que vivem por lá.

Os quadrinhos foram publicados de 2000 à 2003 na França (país onde Marjane reside até hoje). Agora vamos falar da história:

Imagem

Cena da animação produzida em 2007

A história acompanha Marjane da infância até a adolescência. Aos dez anos, viu o início das mudanças ao ver as meninas serem separadas dos meninos na sala de aula e a obrigatoriedade do véu islâmico. E assim, o Irã foi coberto pelas trevas do governo Xiita e as suas leis absurdas. Foi criado em uma família politizada, que participava de protestos e não abaixava a cabeça para o governo. Desde criança já tinha ideias políticas e o seu sonho era ser uma revolucionária.

Imagem

Presenciou a morte de inúmeras pessoas, conhecidas ou não; amigos e familiares. Sentiu o medo na pele e sofreu com as rígidas regras. A rua estava sempre repleta pelas “Guardiãs da Revolução”, mulheres que desempenhavam o papel de corrigir todas as outras mulheres que não se vestissem de forma adequada; e também de policiais que prendiam todos aqueles que agiam contra as “regras morais da sociedade”.

Imagem

Aos 14 anos, as coisas só pioravam no país e, para protegê-la, os seus pais a mandaram para o exílio na Áustria. Onde pôde viver inúmeras experiências (das quais não vou mencionar aqui para não dar nenhum spoiler), retornando alguns anos mais tarde.

Um livro incrível para todos aqueles que tem curiosidade de saber como é o regime xiita no Irã e perceber que não há tantas diferenças entre a sociedade oriental e a ocidental; um exemplo disso é quando Marjane cita as músicas que ouvia (precisava comprar as fitas escondidas de pessoas que praticamente, as “traficavam”) e descreve a sua fase Punk.

Imagem

Enfim, recomendo tremendamente essa leitura. Uma forma de percebemos o quanto o ser humano pode se tornar cruel baseado em uma fé fanática e em uma doutrina machista e extremista. Também nos mostra aqueles corajosos que não se rendem jamais a opressão e que, mesmo no meio de tanta dor e sofrimento, buscam esperança e lutam para transformar o seu país em um lugar melhor – mesmo este sofrimento estendendo-se até hoje. Através de gestos simples como o uso de maquiagem, ouvirem a música que gostam ou as festas escondidas, eles mantém o espirito e o anseio pela liberdade vivos.

Imagem

Imagem

Só digo uma coisa: Leiam e se emocionem!

Imagem

Uma curiosidade: Obviamente, o quadrinho é proibido no Irã até hoje!

Anúncios

Publicado por

Bruno M. Foster

Leitor assíduo. Pianista em formação. Aspirante a escritor. Compositor. Apaixonado pelas artes. Fã incondicional de Damien Rice, Amy Lee, Fiona Apple, Lana Del Rey, Gerard Way e Regina Spektor. Idolatra Edgar Allan Poe, George R. R. Martin, Stephen King, William Shakespeare, Arthur Rimbauld, J.K Rowling, Charles Dickens, Jonathan Safran Foer, Álvares de Azevedo, Clarice Lispector, Ernesto Sabato, George Orwell e etc... Comum. Um tanto tímido, mas tentando quebrar alguns muros. Está sempre procurando inspiração nos mais improváveis lugares, desde alguém interessante na rua à uma árvore que parece solitária em uma praça. Superando o negativismo. Aprendendo a não se concentrar no lado ruim do ser humano e passar a observar as coisas boas. Cinéfilo iniciante. Sonha em ser escritor, cantor e dividir os mundos existentes em sua cabeça com as pessoas. Usa o blog para tentar encontrar pessoas com os gostos parecidos ao dele.

2 comentários em “#Mágico em Quadrinhos: “Persépolis” – Marjane Satrapi”

Comente e deixe o Mágico feliz!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s