“Que dia excelente para um exorcismo!”

Hey!

Cá estou eu novamente com uma nova resenha e dessa vez de um livro que eu devorei na velocidade da luz. Não devoro um livro com tanta rapidez desde que li O Senhor das Moscas em julho. Fui pego desde o primeiro capítulo e quando me dei conta já tinha lido mais da metade sem ver a hora passar. Além disso, esse livro gerou um dos filmes que mais me causou pesadelos quando eu era criança. Enfim, estou falando do INCRÍVEL O Exorcista de William Peter Blatty (aliás, o autor de O Senhor das Moscas também se chama William xD).

10391377_941535695860872_5510640682278769469_n

Chris MacNeil é uma famosa atriz de cinema que alugou uma casa em Georgetown, Washington DC, para ficar mais próxima do local de filmagem de seu mais novo filme. Vive na casa com dois empregados – Willy e Karl -, sua secretária Sharon e sua única filha, Regan, de apenas onze anos. Apesar de estar ocupada com o trabalho, seu relacionamento com a filha é muito bom; a garota possui uma personalidade doce e serena (uma das características da menina era o fato de deixar uma flor sobre o prato da mãe todas as manhãs).

excorcist2

As coisas começam a ocorrer ao poucos. No começo, Chris começa a ouvir batidas que parecem vir do quarto de sua filha, além da mobília que parece se deslocar do lugar. Vez ou outra, a garota se queixa de que sua cama treme. Tudo começa a mudar de forma mais drástica, quando Chris descobre sua filha no porão usando um tabuleiro ouija para conversar com um amigo imaginário chamado Capitão Howdy. A personalidade da garota começa a mudar. Antes serena, Regan se torna irritadiça, começa a falar palavrões e conversar cada vez mais com o seu amigo imaginário.

Chris explicou […] ela notara uma mudança repentina e drástica no comportamento e no humor da filha. Insônia. Irritabilidade. Acessos de raiva. Regan chutava objetos. Jogava coisas. Gritava. Recusava-se a comer. Além disso, sua força parecia anormal. Estava sempre em movimento, pegando e virando objetos, tamborilando, correndo e saltando. […] Regan “perdia” coisas no quarto: um vestido, a escova de dente, livros, sapatos. Reclamava que “alguém estava arrastando os móveis”. Pág. 53

tumblr_m7cf9nZd001rbx94qo1_500

Chris resolve procurar um psicólogo para tratar de sua filha. Eles lhe receitam remédios e fazem inúmeros exames, mas a garota continua piorando – como no dia em que sua mãe dá uma festa e a garota aparece na sala, urinando no tapete e dizendo a um dos convidados que ele vai morrer.

Chris se virou. E se assustou ao ver Regan, de camisola, urinando no tapete enquanto, olhando fixamente para o astronauta, dizia com os olhos fixos e a voz sem vida:

– Você vai morrer lá em cima.” Pág 79

E, bem, a partir daí a garota só piora!

tumblr_me2knekejQ1rtg092o1_500

Sinto que é sempre mais fácil falar de um livro que não gostei do que de um que eu gostei. Comprei O Exorcista no ano passado e ele ficou perdido na prateleira, só esperando o momento de ter uma chance. Foi então que aproveitando que nesse mês se comemora do halloween, decidi pegá-lo para ler e foi a melhor surpresa da minha vida. Não se trata apenas de uma boa história de terror, mas de um livro muito bem escrito e com personagens muito bem desenvolvidos.

O modo como ele conta desde os primeiros sintomas até o momento que Regan é completamente devorada por essa nova entidade, é feita aos poucos. Fazendo com que a gente se sinta como alguém próximo da garota, alguém que conheceu ela sendo uma menina doce e de repente se deparou com uma mudança abrupta no comportamento.

Um dos primeiros momentos em que entramos em contato com essa “entidade” ou “demônio” dentro de Regan é durante uma sessão de hipnose, quando o psiquiatra pede para que a menina o deixe conversar com o que ela acredita estar dentro dela:

[…] Silêncio. Então, algo curioso aconteceu. O hálito de Regan tornou-se fétido, de repente. E denso. O psiquiatra conseguiu sentir o odor a meio metro. Virou a lanterna para o rosto de Regan e, chocada e com os olhos arregalados, Chris cobriu a boca com a mão para abafar um grito, ao observar o rosto de Regan se contorcer numa máscara de ira, os lábios repuxados em direções opostas, e a língua túmida serpenteando para fora da boca.

[…]

– Quando eu fizer perguntas a partir de agora, você responderá mexendo a cabeça […]

– Você é alguém que Regan conheceu? — Não.

– É alguém que ela inventou? — Não.

[…]

– Faz parte da Regan? — Não.

– Você gosta dela? — Não.

– Você a odeia? — Sim.

– Por algo que ela fez? — Sim.

– Você é a culpa pelo divórcio dos pais? — Não.

– Tem algo a ver com os pais dela? — Não.

– Com um amigo? — Não.

– Mas você a odeia. — Sim.

– Deseja feri-la? — Sim.

– Matá-la? — Sim.

– Se ela morresse, você também morreria? — Não.” Pág. 124

tumblr_lpbse4BYpx1qz8gt5o1_400

A coisa mais legal do livro é que o autor deixa no ar se realmente se trata de um demônio ou se é apenas uma menina com graves transtornos mentais. Em um momento ele coloca algo que nos faz acreditar ser uma possessão, mas em seguida, traz um outro detalhe que nos deixa em dúvida. E isso acontece por toda a história. Então, fica a critério do leitor! E isso é muito legal. Além disso temos histórias com outros personagens, como por exemplo, o Padre Karras, o detetive Kinderman e até o empregado da casa, Karl. Todas de certa forma interligadas com a Regan. Isso torna a narrativa mais dinâmica.

O grito ameaçador, as palavras, vinham de Regan, com a voz rouca, gutural e cheia de veneno, e de repente sua expressão e seus traços se transformaram, de modo aterrorizante, nos da personalidade demoníaca que havia aparecido ao longo da hipnose, e Chris observou, assustada, os dois rostos e vozes se intercalando rapidamente:

– Não!

– Você vai me obedecer!

– Não! Por favor, não!

– Você vai, sua putinha, ou vou matá-la!

E Regan retorna, com olhos arregalados e o medo estampado no rosto, como se um fim terrível se aproximasse, gritando com a boca aberta até a personalidade demoníaca possuí-la, preenchê-la mais uma vez, tomando o quarto com um odor fétido, com um frio gélido que parecia vir das paredes; então as batidas cessam e o grito aterrorizado e estridente de Regan se funde a uma risada gutural de triunfo malevolente, enquanto ela enfia o crucifixo em sua vagina, várias vezes seguidas, masturbando-se de modo feroz, urrando com a voz profunda, rouca, ensurdecedora.

– Agora você é minha, sua vagabunda, sua puta nojenta. Isso, deixe Jesus foder você, foder você, foder você!”  Pág. 186

tumblr_mcr755d38J1qcga5ro1_500

É uma leitura hipnótica e eu pelo menos, não consegui largar até terminar. O clima é horripilante e o William foi um mestre nos momentos de tensão. Super recomendo o livro! E o filme também! Ambos incríveis! (uau, quanta exclamação! xD).

Espero que tenham gostado da resenha.

Por hoje é só, pessoal!

Um beijo do mágico e voltem sempre!

gfhfghfghfgh

Anúncios

Publicado por

Bruno M. Foster

Leitor assíduo. Pianista em formação. Aspirante a escritor. Compositor. Apaixonado pelas artes. Fã incondicional de Damien Rice, Amy Lee, Fiona Apple, Lana Del Rey, Gerard Way e Regina Spektor. Idolatra Edgar Allan Poe, George R. R. Martin, Stephen King, William Shakespeare, Arthur Rimbauld, J.K Rowling, Charles Dickens, Jonathan Safran Foer, Álvares de Azevedo, Clarice Lispector, Ernesto Sabato, George Orwell e etc... Comum. Um tanto tímido, mas tentando quebrar alguns muros. Está sempre procurando inspiração nos mais improváveis lugares, desde alguém interessante na rua à uma árvore que parece solitária em uma praça. Superando o negativismo. Aprendendo a não se concentrar no lado ruim do ser humano e passar a observar as coisas boas. Cinéfilo iniciante. Sonha em ser escritor, cantor e dividir os mundos existentes em sua cabeça com as pessoas. Usa o blog para tentar encontrar pessoas com os gostos parecidos ao dele.

2 comentários em ““Que dia excelente para um exorcismo!””

Comente e deixe o Mágico feliz!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s