O Diário de Anne Frank, A Juventude em Tempos de Guerra e o Holocausto…

Hey!

Vocês viram que estou tentando postar com mais frequência por aqui, não é? Essa foi uma das metas que fiz para o blog esse ano e espero conseguir cumprir. Bem, sempre gostei de estudar história e um dos assuntos que sempre me chamou atenção foi a Segunda Guerra Mundial, esse interesse surgiu quando, aos 14 anos (o momento onde decidi voltar a ler), ganhei o livro A Menina Que Roubava Livros que falava nesse evento catastrófico no qual eu ouvira falar tão pouco (já que só começara a estudar as respectivas guerras no terceiro ano do colegial). Minha curiosidade foi aguçada por questões como: Quem foi Hitler? Por que ele fez tudo aquilo? Por que a segunda guerra mundial começou? e etc. Bem, tive oportunidade de ler vários arquivos sobre o assunto na internet e assistir inúmeros documentários. Não sendo o bastante, resolvi, ao longo dos anos, reunir livros sobre o assunto que só leria em um época específica – quando estivesse um pouco mais maduro. E então esse ano como meta de leitura, há vários livros relacionados ao assunto (entre eles o tão polêmico Mein Kampf escrito pelo próprio Hitler). Preparem-se para um ano de 2015 onde o Mágico irá navegar pelo assunto. Enfim, o primeiro livro do ano por onde decidi começar foi um que emocionou várias pessoas desde que foi publicado em 1947 e traz a guerra através dos olhos de uma menina de 13 anos. Hoje eu vou falar de O Diário de Anne Frank.

10852805_824395224283245_1135603639_n

Ao ganhar o diário no seu aniversário de 13 anos em 12 de junho de 1942, Anne Frank jamais deve ter imaginado que se tornaria um símbolo mundial e um dos relatos mais honestos sobre o holocausto. Anne Frank usou o diário para escrever sobre o dia a dia, sua família e pensamentos íntimos. Quando os nazistas invadiram a Holanda, ela e sua família (todos judeus) começaram a planejar um esconderijo onde pudessem ficar protegidos, a fuga acabou acontecendo antes do planejado quando a irmã mais velha de Anne, Margot, recebeu uma carta de aviso prévio ordenando que ela fosse para um dos campos de concentração nazista. E foi nesse anexo secreto, compartilhado com a família van Pels e um dentista chamado Fritz Pfeffer, que a família viveu durante três anos e onde Anne escreveu a maior parte de seu diário.

anne-frank-2

Anne Frank

Algumas horas após o término da leitura, eu ainda me pegava pensando em Anne Frank e sua família e não só neles, mas em todos os que morreram em campos de concentração; pessoas que tinham família, sonhos, anos de vida pela frente e tiveram tudo isso interrompido por causa de um louco sádico e seus fiéis seguidores.

Quando ouvimos falar de Anne Frank temos uma visão diferente de quando pegamos o livro para ler. É ao ler que lembramos que se trata de uma menina jovem; uma garota cheia de sonhos, desejos, além do comportamento típico para a idade. Temos acesso aos pensamentos mais íntimos de uma menina de 13 anos. Ali ela fala da escola, dos amigos, garotos, da família e de repente, algo muda. Toda sua vida comum é interrompida e ela se vê obrigada a deixar sua vida pacata para trás.

anne-frank-family-1

A família Frank (da esquerda para a direita): Margot, Otto, Anne e Edith Frank.

Em vários momentos me senti constrangido, pois era como se eu estivesse espionando a intimidade de alguém e fazendo algo errado ao ler o diário dessa menina. Através do seu relato podemos sentir como é viver dentro daquele anexo minúsculo e participar das intrigas que acontecem ali dentro; vemos todas aquelas pessoas que eram acostumadas a terem sua própria vida e liberdade, sendo obrigadas a viver em confinamento, com a comida cada vez mais escassa e o único contato com o mundo exterior sendo através das pessoas que os ajudaram (esses também podem ser considerados grandes heróis).

casa-anne-frank-amsterdam1

Uma reprodução de como seria o anexo secreto na época em que Anne Frank viveu.

Apesar de já sabermos como termina a jornada de Anne, nos vemos tão envolvidos com a vida dela e com sua família, que esquecemos o que aconteceu. São três anos retratados no diário e isso faz com que nós sintamos apego por eles. Por isso quando vemos Anne falar sobre seus sonhos e o que deseja fazer quando a guerra terminar, nós acreditamos nessa possibilidade e torcemos por ele – isso até a realidade nos atingir e percebermos que não se trata de um livro de ficção e a vida real é mais dura.

1000509261001_1093998406001_Bio-Need-to-Know-Anne-Frank-SF

Miep Gies – uma das pessoas que ajudou a família Frank na época do esconderijo… Ela é citada várias vezes no diário de Anne. Miep faleceu em 2010 aos 100 anos de idade.

Um livro emocionante, singelo e honesto. Otto Frank foi o único sobrevivente da família e lutou até o fim para que a morte deles não tenha sido em vão, decidindo assim publicar o diário e transformar o anexo secreto em um museu.

Ano passado a editora Record lançou uma edição especial do livro com conteúdo extra, trechos que foram cortados pelo pai de Anne (por conter, na sua opinião, pensamentos impróprios para uma jovem e não manchar o nome da própria) e algumas outras anotações feitas pela menina; além de várias fotos e a capa que imita a do diário original.

Enfim, fica aí a dica de um livro incrível!

Tendo lido ou não, seja bem vindo para comentar!

Um beijo do Mágico e Voltem Sempre!

:*

hvncfncfnfgn

Anúncios

#Mágico em Cartaz: Operação Big Hero 6

Hey!

Hoje vou começar algo novo aqui no blog que eu intitulei como “Mágico em Cartaz” onde irei comentar sobre filmes que estão em cartaz, como uma pequena dica para quem quer ir ao cinema e está em dúvida do que assistir. Resolvi começar pelo primeiro filme que vi esse ano: Operação Big Hero 6.

Eu sou um grande fã de animações e há tempos que as animações deixaram de ter como público alvo apenas as crianças. As histórias estão cada vez mais bem elaboradas e construídas de uma forma onde não só a criança vai se divertir, mas o adulto também.

maxresdefault

Fui assistir ao filme por acaso como um convite de última hora feito por uma amiga e, sinceramente, não sabia absolutamente nada sobre o filme. E foi então que fiquei surpreso!

O filme conta a história de Hiro Hamada um gênio da tecnologia de 13 anos que vive com o irmão mais velho Tadashi e sua tia Cass. Eles vivem em uma cidade chamada San Fransokyo (uma mistura de São Francisco e Tóquio). Apesar de ser um super nerd, ele é um tanto encrenqueiro – envolvendo-se sempre em batalhas de robôs e enganando o pessoal por lá para faturar uma grana. É após uma tragédia que Hiro entra, sem querer, em contato com um robô criado por seu irmão – Baymax – que é um agente de saúde, especializado em tratar ferimentos e sempre acionado quando alguém grita “ai!”. Além disso, há uma grande ameaça na cidade e isso faz com que o garoto se reúna com seus amigos para salvá-la.

BIG HERO 6

É um filme de uma fofura sem tamanho e ao mesmo tempo, tem toda essa questão do processo do luto e da tristeza que envolve o personagem principal. A história é construída de forma leve, mas muito bonita. Repleta de excelentes momentos e tudo equilibrado com vários doses de humor. O relacionamento com o Baymax é muito bem explorado e não é que saímos do cinema completamente apaixonados pelo robozinho?

Outra coisa que me impressiona cada vez mais nas animações é a riqueza de detalhes. A cidade de San Fransokyo é absurdamente linda:

sanfransokyo

Um filme que surpreende quem assiste. Há outras coisas que adoraria comentar, mas já seria spoiler. Então, deixo para você assistir! Divida aí comigo a sua opinião, vou adorar!

Por hoje é só pessoal!

Um beijo do Mágico e Voltem Sempre!

tumblr_nhcvvxsXUw1u71v07o1_500

Homens, Mulheres & Filhos

Hey!

Sabe aqueles livros que você compra de forma aleatória sem realmente saber o assunto? Eu faço isso algumas vezes apenas pelo desejo de ser surpreendido por algo novo (é uma faca de dois gumes, pois pode ser algo bom ou algo ruim). Recentemente eu fiz isso e acabei sendo surpreendido! Hoje vou falar do livro Homens, Mulheres & Filhos de Chad Kultgen!

10853123_761387347287677_1204126871_n

O livro acompanha a vida de alguns adolescentes e seus pais na nossa problemática era moderna. Temos pessoas viciadas em pornografia na internet (Don por causa de seu casamento em ruínas e o seu filho Chris, mas no caso do filho ele é viciado em um tipo particular de pornografia envolvendo várias bizarrices). Temos Tim, um garoto que tinha tudo para se tornar um grande jogador de futebol americano em sua escola, mas após a separação dos pais se tornou deprimido e encontrou refúgio no jogo online World Of Warcraft. Temos Patrícia, uma mãe paranoica que vigia cada passo da sua filha – Brandy – tanto online quanto na vida real (exigindo todas as suas senhas, fazendo vistorias surpresas no computador e até um gps no celular da menina para saber onde ela está). Além disso temos o própria dependência tecnológica da nossa geração e outros assuntos como anorexia, descoberta do sexo, adultério e etc.

thumbnail_384

Por causa dos inúmeros temas e vários personagens, o livro é bem dinâmico e a leitura é muito fluida. Gosto como o livro explora o fato do quão pouco conhecemos as pessoas com as quais convivemos; há muito mais além do que vemos e o autor não tem medo de explorar os pensamentos dos personagens, mesmo os mais sórdidos. Gosto do fato de você poder conhecer cada um deles por inteiro – lado bom e lado ruim.

Talvez algumas pessoas se sintam incomodadas com as cenas de sexo (que são várias) que são descritas de forma quase pornográfica. Creio que foi a forma do autor deixar tudo ainda mais cru. Não há firulas ou romantização na história. Adorei a forma como a juventude foi retratada com todas as suas nuances e ao usar jovens de 13 anos, só mostra o quanto a geração atual está cada vez mais precoce e isso é extremamente prejudicial.

men-women-and-children-movie

Gostei do modo como o autor explorou a anorexia através da personagem Alisson (uma garota insegura que após ser caçoada por um rapaz por quem era apaixonada, começou a se esforçar cada vez mais para emagrecer; até cair em um buraco fundo demais para retornar). Também gostei de como mostraram pais projetando seus sonhos através dos filhos e até fazendo coisas questionáveis para vê-los alcançar o que desejam (isso é através de Joan e sua filha Hannah; a mãe cria um site pessoal para a filha de 13 anos recheado de fotos sugestivas, ganhando assim assinantes um tanto estranhos — tudo isso para realizar o desejo da menina de ser famosa, porém, isso traz consequências negativas).

MEN, WOMEN & CHILDREN

Quanto à adaptação cinematográfica, eu não posso comentar nada já que ainda não pude assisti-la (mas só pelas fotos já da pra perceber que os personagens mais jovens tiveram suas idades alteradas, o que de certa forma tira um pouco do que o livro quer passar).

Enfim, fica aí uma dica de leitura pra quem quiser conhecer um autor novo e uma história interessante. E se você já leu ou quer ler: comente!

Por hoje é só, pessoal!

Um beijo do Mágico e Voltem Sempre!

:*

tumblr_n2dp3lJOru1tpizeeo1_500

Encerrando 2014 (3 de 3): Sumário final de tudo que foi postado durante o ano!

Sobre Livros:

tumblr_n0be8bav691t5mht1o2_500

  1. Ensaio Sobre a Cegueira
  2. O Lado Bom da Vida
  3. Laranja Mecânica
  4. Marilyn
  5. Eleanor & Park
  6. Harry Potter e a Pedra Filosofal
  7. Três
  8. Juliette Society
  9. Contos de Fadas
  10. Every You Every Me
  11. Macbeth
  12. Coraline
  13. Misery
  14. O Senhor das Moscas
  15. O Grande Gatsby
  16. A Profecia
  17. O Apanhador no Campo de Centeio
  18. O Exorcista
  19. Todos os Livros Lidos em 2014

Sobre Quadrinhos:

marvel-1

  1. Azul é a Cor Mais Quente
  2. Guerra Civil (MARVEL)

Sobre Música:

tumblr_mnm2q91DGP1rug68wo1_500

  1. Álbum da Semana: Lorde – Pure Heroine
  2. Sessão Nostalgia
  3. Artista da Semana: Evanescence
  4. Artista da Semana: Björk
  5. Playlist da Semana
  6. Artista da Semana: Amanda Jenssen
  7. A Música Brasuca
  8. Os Álbuns Mais Escutados em 2014

Sobre Séries:

giphytjtyjtyj

  1. F.R.I.E.N.D.S
  2. Veronica Mars
  3. Chosen
  4. Penny Dreadful

Sobre Filmes:

tumblr_mwjtttU1f41qd9omro6_500

  1. Mágico no Cinema: Toda Forma de Amor
  2. Mágico no Cinema: 7 Dias, 7 Filmes
  3. A Magia das Animações
  4. O Século XX Definido em Filmes [Parte 1]
  5. O Século XX Definido em Filmes [Parte 2]
  6. O Século XX Definido em Filmes [Parte 3]
  7. Os 28 Melhores Filmes Assistidos em 2014!

Outros:

giphyhghg

  1. Mágico Responde: Os Sete Anões [TAG]



E que em 2015 haja ainda mais conteúdo aqui no blog!

Um Beijo do Mágico e Voltem Sempre!

:*

Encerrando 2014 (2 de 3): Os 28 Melhores Filmes Assistidos em 2014

Hey!

Continuando os meus posts de encerramento de 2014, hoje vou trazer os meus filmes favoritos assistidos em 2014 (não necessariamente filmes que estrearam no ano, mas os que eu assisti pela primeira vez). A lista era pra conter apenas os 10 melhores, porém eu assisti excelentes filmes nesse último ano e alguns eu não poderia deixar de fora… Então, vamos lá!

#28: Capitão América 2 – O Soldado Invernal (2014)

Bucky

Quando assisti ao primeiro filme da franquia (O Primeiro Vingador), confesso que fiquei decepcionado ao me deparar com um filme morno; entretanto, ao decidir assistir a sequência acabei me surpreendendo com uma trama muito bem elaborada e um filme que não ficou limitado apenas aos grandes efeitos especiais. Os roteiristas fizeram algo melhor: criaram uma história com super efeitos, mas que não enfraquece no roteiro. E é por isso que Soldado Invernal (eu sei que você leu infernal na primeira vez) conquistou a 28º posição!

#27: Frozen – Uma Aventura Congelante (2013)

animation-frozen

Eu sou apaixonado pela disney e em 2014 (na verdade o filme estreou no final de 2013 lá nos EUA) eles surpreenderam com Frozen (acho que nem os criadores esperavam o sucesso todo). Repleto de canções apaixonantes, uma história bem original e um tanto fora dos padrões disney (apesar de que esse padrão já estava sendo desconstruido nos últimos anos) gerou um filme que entrou fácil na minha lista de favoritos… Let it go, let it go…

#26: A Saga Star Wars (1977-1983/1999-2005)

star-wars-yoda-do-not-try

Eu sei que isso não abrange só um filme e sim todos os seis e isso pode ser considerado trapaça, mas é impossível falar de um sem falar de todos. Levei muitos anos até parar para assistir Star Wars (lembro quando o episódio III estreou no cinemas e dos meus primos terem ido assistir, mas nunca me interessei) e apesar de preferir a trilogia original (episódios IV, V e VI), acabei gostando bastante da “nova trilogia” abrangendo os episódios I, II e III. E se não assistiu, dê uma chance! E que a força esteja com você

#25: Quanto Mais Quente Melhor (1959)

tumblr_mpppwa9r7J1so358xo1_500

Esse foi, provavelmente, o filme que mais apareceu aqui no blog e confesso que falei bastante dele; foi por uma boa causa, esse foi o motivo por toda a paixão que eu adquiri pela Marilyn.

#24: Clube dos Cinco (1985)

giphy3

Esse filme foi a delicinha de 2014 ao lado de Curtindo a Vida Adoidado (que só não entrou nessa lista porque eu já o tinha assistido quando mais novo). É leve e divertido e de uma forma sem pedantismos ou dramática, fala sobre as diferenças!

#23: Aconteceu Naquela Noite (1934)

tumblr_m8p47cA7oq1r84iplo1_500

Outro filme que já apareceu por aqui esse ano e não é à toa, pois ainda o considero a melhor comédia romântica que já assisti! Simples, engraçado e com tudo na medida certa, sem apelação…

#22: Billy Elliot (2000)

tumblr_m26uai1pdG1r88ikdo1_500

Sempre que alguém tentar insinuar que balé é coisa de garotas ou de gays, mostre para ela Billy Elliot. É um filme absurdamente lindo e delicado sobre o amor a dança e sobre quebrar tabus para fazer aquilo que ama. E aqui falo algo que sempre digo: não há sexualidade para a arte, apenas a arte em si. Se você a sente, siga-a! (não existe música pra hétero e outra pra gays, não existe trabalho destinado a um ou a outro e o mesmo quando se trata dos sexos… igualdade sempre, amigos e respeito acima de tudo…).

#21: O Garoto (1921)

tumblr_m9kxieZrwk1qehi9co1_500

Outro filme que já apareceu por aqui outras vezes, mas foi por ser incrível! Mesmo se você não gostar de cinema mudo ou nunca tenha assistido, indico começar por algum filme do Chaplin e se quiser, pelo meu favorito: O Garoto.

#20: Flores do Oriente (2011)

tumblr_m8jq0emMHY1qgv2lzo1_500

Esse foi um filme que eu parei para assistir por acaso enquanto mudava de canal na TV e acabei surpreendido. O filme é lindo (e forte!)… Conta a história de quando o Japão invadiu a China na 2º guerra mundial e o sofrimento do povo chinês ao verem os soldados matando todos e estuprando as mulheres cruelmente. É um filme poderosos, mas incrível!

#19: Prenda-me Se For Capaz (2002)

giphy

Ah, o primeiro filme com o Dicaprio da lista e ele vai aparecer outras vezes… É o meu ator favorito, sempre! E o filme é incrível uma dosagem perfeita de comédia e drama e baseado em uma história real e ainda tem o combo de Dicaprio e Tom Hanks!

#18: Sete Dias Com Marilyn (2011)

Untitled-11

Apesar de não se parecer muito com a Marilyn (ou talvez seja apenas eu sendo um fã chatinho), ela conseguiu incorporar muito bem a áurea da MM e o filme é incrível e temos um gostinho de poder “ver” como era a vida dela por trás das câmeras.

#17: Piaf – Um Hino Ao Amor (2007)

tumblr_m28kabQ6m21r3dth6o1_500

O filme conta a história da cantora francesa Edith Piaf (que tem a história de vida mais triste do mundo… sério!). Marion Cotillard se entregou de corpo e alma ao papel e mereceu o oscar de melhor atriz!

#16: O Labirinto do Fauno (2006)

tumblr_n9k8hmaTpS1r8j0uuo7_500

Um filme que mistura a fantasia de uma menina com o contraste da crueldade da guerra. Labirinto do Fauno é um filme genial e eu adoro o modo como o diretor evitou ao máximo usar efeitos especiais e se concentrou em criar um trabalho de maquiagem e próteses perfeitos, deixando o clima mais real.

#15: A Viagem de Chihiro (2001)

tumblr_lssnczRzHZ1qe7rp0o1_500

Demorei MUITOS anos para ver esse filme. Desde novo quando eu lia as revistinhas que falavam sobre anime (AnimeDO), já se falava desse filme. E quando tive a oportunidade de ver me surpreendi com uma história fantástica!

#14: A Outra História Americana (1998)

tumblr_mmlwhuWs8G1s6zihxo1_500

Filme pesado, mas excelente, sobre os skinheads. Não tem muito o que falar, só uma coisa: ASSISTA e tire suas conclusões. O filme me chocou em vários momentos, principalmente nesse do gif acima! xD

#13: O Profissional (1994)

tumblr_n2f042OzWk1rg61bmo1_500

O filme traz uma incrível Natalie Portman mirim mostrando que é uma excelente atriz desde criança. Um filme de ação intenso, com uma pitada de bom humor e ótimas atuações.

#12: O Impossível (2012)

tumblr_mgkw6wUc1L1qfgm8mo1_500

O filme que mais me fez chorar na vida (e em todas as outras três vezes que assisti). Baseado em fatos reais, o filme conta a história sobre o tsunami que ocorreu na Indonésia a partir do ponto de vista de uma família que foi passar as férias em um dos resorts de lá. O filme é intenso, todos os atores deram tudo de si e é um filme onde tanto os adultos quanto as crianças atuam de forma fantástica!

#11: Os Infiltrados (2007)

tumblr_m8w0e2QCZr1qjs3z0o1_500

Para mim é simplesmente o melhor filme de ação que eu já vi! Pois além das cenas de ação propriamente dita, há um elenco excelente (Po$&a tem Jack Nickolson, Leonardo Dicaprio, Matt Damon, Vera Farmiga e Mark Wahlberg) e um roteiro incrível!

#10: Cabaret (1972)

tumblr_mpbl8kLsxR1qhdvf5o2_500

Esse também já apareceu por aqui. Liza Minelli + musical + roteiro incrível + uma leve demonstração do início do nazismo = um grande filme… A dica é simples: assista!

#09: Cidade de Deus (2002)

tumblr_meoqtpHwBe1rrg53eo1_500

Não me interessei por esse filme durante muito tempo e quando o assisti me perguntei o porquê de ter demorado tanto para assistir um dos melhores filmes do cinema brasileiro!

#08: Mistérios da Carne (2004)

tumblr_static_url

Um filme forte sobre pedofilia com incríveis atuações e um roteiro que realmente consegue perturbar o telespectador (não há nada explicito em relação as crianças, okay?). Todo o sentimento está lá! E tem o lindo do Joseph Gordon-levitt interpretando Neil (o garotinho do gif, só que na adolescência).

#07: The Normal Heart (2014)

tumblr_nc5s262OyP1t0au9no1_500

Um filme cruel sobre o início da AIDS nos anos 80 e como a culpa caiu sobre os homossexuais que foram os primeiros a serem realmente afetados pela doença, fazendo o preconceito já existente crescer ainda mais. É cruel, seco e um soco no estômago. Recheado com grandes atuações e um roteiro incrível (Ryan Murphy surpreendeu).

#06: Eclipse de uma Paixão (1995)

tumblr_mo57pnG9BB1qinq29o1_500

Sim, mais um filme com o Dicaprio. Apesar do título horrível, o filme é incrível. Retrata o caso entre o poeta Arthur Rimbaud e o poeta Paul Verlaine (na época casado). Um filme com um roteiro repleto de poesia. E tem o meu ator favorito interpretando o meu poeta favorito!

#05: Monstros (1932)

tumblr_mxt6zbOKeh1sx7thko1_500

Esse filme apareceu aqui no blog outras vezes também e é incrível! E corrigindo como sempre: parem de colocar esse filme em listas de “filmes de terror”…

#04: Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (2014)

tumblr_n4r3tiHxkf1rtob69o6_500

Quando assisti o curta pela primeira vez em meados de 2010 já fiquei encantado com a delicadeza da história e foi então que fomos surpreendidos com a notícia de que se tornaria um longa-metragem. E entrou fácil para a minha lista de favoritos (e apesar de não falarem muito dele na televisão, o filme foi sucesso e não só aqui como em vários outros países… levando alguns prêmios inclusive!). Super indicação!

#03: Boyhood – Da Infância à Juventude(2014)

tumblr_n8iwzbceeO1r9a32bo1_400

A primeira coisa que chama a atenção nesse filme foi o modo como foi filmado: durante 12 anos com o mesmo elenco. Só que além disso, temos uma história simples, mas muito bonita sobre a transição pela qual todos nós passamos e no final, ficamos com aquele gostinho de nostalgia da nossa própria vida!

#02: O Lobo de Wallstreet (2013)

ef44169729f8490c_shoe_face.xxxlarge

Um filme não recomendado para menores de 18 anos. Se você parar para explicar para alguém e simplificar a história à um golpista da bolsa de valores, faz com que o interesse desapareça, entretanto, ao assistir o filme vem a surpresa: é f#da pra car###o! Baseado na história real de Jordan Belfort somos apresentados ao Lobo de Wallstreet e apesar de ele ter sido um grande golpista, não podemos negar a sua inteligência! Repleto de humor negro, sexo, drogas e rock n’ roll foi fácil um dos melhores filmes que já assisti!

#01: Ela (2013)

tumblr_n05hhiKYgJ1rdqbfro5_500

Foi difícil escolher o primeiro lugar, mas não podia ignorar um filme que mexeu comigo absurdamente. Um homem em um futuro assustadoramente próximo, após o fim de seu casamento, entregue a solidão, resolve adquirir um recente produto no mercado: uma inteligência artificial criada para fazer companhia aos solitários. E é assim, que aos poucos, ele vai se apaixonando por aquela voz da máquina (com a voz da Scarlett Johansson, fica até fácil né?). Pode parecer bobo, mas o filme é extremamente poético e também triste; e sabemos que não está distante da nossa realidade. Indicação master!


Bem, faltaram vários filmes, mas não queria deixar a lista maior do que já está!

E você: quais os seus filmes favoritos assistidos em 2014?

Ah, estou publicando esse post à 01:37 da manhã do dia 03, podemos fingir que consegui publicar no dia 02? HAHAHAHAHA’

Enfim… Espero que tenham gostado.

Um beijo do Mágico e voltem sempre!

:*

Encerrando 2014 (1 de 3): Livros Lidos!

Hey!

Durante esses três próximos dias, vou estar fazendo os posts encerrando o ano de 2014. Começando com os livros lidos em 2014, depois os meus filmes favoritos assistidos em 2014 e por último todos os posts do blog em 2014 (pode-se incluir o post que eu fiz sobre os álbuns mais escutados em 2014 como parte desse encerramento). Então, vamos lá!

JANEIRO

page

Comecei o ano lendo dois dos melhores livros lidos em 2014! Ímpio conta a história do próprio autor, Fábio Marton, de um religioso fervoroso à um ateu; é interessantíssimo e muito bem escrito! E o Ensaio Sobre a Cegueira que foi fácil um dos melhores livros que já li na vida (Ah, esse tem resenha… clique aqui!).

page

Ah, janeiro foi um mês de ótimas leituras! Li O Lado Bom da Vida (apesar de preferir mais o Perdão Leonard Peacock do autor) é um livro muito bom e tem resenha aqui! E depois li o INCRÍVEL Laranja Mecânica (resenha aqui).

Março

Bem, algo vergonhoso aconteceu e em fevereiro eu não consegui ler nada! Então, vamos pra março!

page

Com a correria, a biografia da Marilyn Monroe me acompanhou durante o mês de fevereiro, mas só pude concluir mesmo em março (resenha aqui!). E também tive a oportunidade de ler o primeiro livro da saga A Torre Negra do Stephen King, O Pistoleiro. Um livro muito bom, mas introdutório; então, ainda vou precisar ler o resto pra avaliar a saga toda, sabendo que o King é o meu autor favorito tenho certeza que não vai ser difícil.

page

Li também a HQ Azul é a Cor Mais Quente e tem resenha aqui. E continuando minha leitura de Desventuras em Série (amo essa série e ao ver que estava acabando, me limitei a não ler tudo de uma vez xD).

page

O fofíssimo Eleanor & Park conquistou o meu coração! (resenha aqui!). E também aproveitei para reler o meu chuchu da vida inteira Harry Potter e a Pedra Filosofal (resenha aqui).

Abril

 page

O Diabo Era Mais Embaixo é um livro repleto de gravuras com uma história escrita em versos, é criativo e a edição é bonita, só a história que não me agradou muito. Depois li o erótico Três e achei bem legal (resenha aqui!).

page

Juliette Soecity entrou fácil para a lista dos piores livros lidos em 2014 (confira a resenha dele junto com a de Três). E também reli Harry Potter e a Câmara Secreta e o que falar? É incrível sempre!

Ah, também li os três primeiros volumes de Cavaleiros do Zodíaco (para cumprir a promessa que fiz ao meu eu de 10 anos xD)

Maio

page

Em maio continuei me divertindo com as histórias do meu querido Greg Heffley em Diary Of a Wimpy Kid: Hard Luck. E depois li Contos de Fadas uma coletânea com alguns contos de fadas, só que o texto original e não as adaptações (resenha aqui).

page

Aproveitei para ler um livro que ficou aqui na estante durante muito tempo e acabou sendo bem divertido; traz alguns contos brasileiros, entre eles o A Sopa de Pedra conto este que eu encenei na escola quando era criança. Depois comecei a me aventurar pela poesia lendo Libertinagem & Estrela da Manhã que reúne alguns poemas do Manuel Bandeira.

page

Depois me aventurei por mais um livro do David Levithan e gostei bastante, Every You Every Me também tem resenha. E aproveitei para ler um livro que estava na minha prateleira há alguns anos; Morte e Vida Severina é um livro de poemas do João Cabral de Melo Neto e é incrível, recomendo!

Ah, eu também continuei lendo Cavaleiros do Zodíaco – li do volume 4 ao 23.

Junho

page

Comecei junho lendo Macbeth (até o momento, é a minha peça favorita do Shakespeare!) e você pode conferir a resenha aqui. E depois li o maravilhoso Game Of Thrones – Por Dentro da  Série que é um ótimo livro pra quem é fã da série, recheado de fotos lindas e muitos textos interessantes sobre os personagens e sobre os bastidores, super recomendo!

page

Depois li mais um livro feito para fãs, Fragmentos que reúne poemas e outros escritos da Marilyn Monroe, além de fotos lindas! Depois, por e-book, li Casa Velha do Machado de Assis que é uma novela; fiquei surpreendido porque a leitura foi bem fluída e eu gostei da história, só o final que não me agradou.

page

Li Terra dos Meninos Pelados do Graciliano Ramos, mas não curti muito a história que apesar de ser bem criativa e com personagens distintos, não acontece NADA durante a aventura do menino por essa terra estranha. E li o maravilhoso e encantador José do Carlos Drummond de Andrade que traz além do poema título, vários outros – foi um daqueles casos onde gostei de TODOS os poemas.

page

Continuei lendo As Cronicas de Nárnia e dessa vez li O Cavalo e seu Menino que é a crônica mais chata sobre nárnia, a única coisa interessante é saber como foi a vida como reis e rainhas das crianças de O Leão, A Feiticeira e o Guarda-roupas. E li Coraline e se eu já amava o filme, o livro me deixou boquiaberto por ser bem mais sombrio do que a animação! (Resenha aqui!).

Ah, na parte de quadrinhos e mangás, li o volume 1 de Love Stage um mangá yaoi bem divertido e o volume 24 de Cavaleiros do Zodíaco. Na parte de HQs, li o volume 1 de Hellblazer e os seis volumes do primeiro arco de Academia Umbrella (escrito pelo lindo do Gerard Way).

Julho

page

Ah, julho foi o mês onde eu só li livros incríveis! Comecei lendo o ESPETACULAR Misery do mestre King (resenha aqui). E o que entrou para lista como melhor livro da minha vida: O Senhor das Moscas – resenha aqui!.

page

Depois li o que foi a melhor HQ já criada, V For Vendetta! E tive o prazer de ler o clássico, O Grande Gatsby que também entrou pra minha lista de favoritos (resenha aqui).

IMG_20140717_085758

E encerrando o mês, eu li esse chuchuzinho chamado Os Contos de Beedle, O Bardo que é uma coletânea dos contos de fadas lidos pelas crianças bruxas no mundo criado por J.K Rowling… É um xodó e eu super indico pra quem já é fã da saga!

Ah, li também o volume 2 e 3 de Hellblazer e os volumes 25 e 26 de Cavaleiros do Zodíaco.

Agosto

page

Comecei agosto lendo o mediano A Profecia (resenha aqui). E também a mini autobiografia de Stephen Hawking – Minha Breve História; que é bem interessante para conhecer mais a vida dele, mas um pouco curto demais e em alguns momentos ele pende apenas para o lado de explicações científicas e esquece o ponto do livro, mas é uma boa leitura.

IMG_20140827_163139

E terminei o mês com o belíssimo O Apanhador no Campo de Centeio (resenha aqui).

Ah, li o volume 27 de Cavaleiros do Zodíaco e o volume 1 do Fábulas.

Setembro

page

Comecei setembro com A Tempestade, que apesar de ser legal não é o melhor do Shakespeare. Também li o livro de poemas do Tim Burton The Melancholy Death Of Oyster Boy & Other Stories – é Tim Burton puro, na sua típica mistura de bizarro e poético que sempre se encaixam super bem nas mãos dele.

page

Também li O Curioso Caso de Benjamin Button e apesar de ter curtido o livro, gosto mais do filme. E dei continuidade as Crônicas de Nárnia lendo Príncipe Caspian e esse foi bem mais divertido, apesar de que, no geral, As Crônicas de Nárnia não está sendo a melhor leitura da minha vida.

page

Tônio Kroger estava na fila de leitura há um tempo, mas só pude pegá-lo para ler em setembro; eu adoro o primeiro capítulo e se tivesse continuado daquela forma, talvez eu tivesse gostado mais. Depois li The Cat in the Hat e adoraria dizer que só li para praticar o inglês, mas a verdade é que eu curti a história escrita em rimas do Dr. Seuss.

page

Juro que foi apenas para treinar o inglês 😛

Na verdade Dr. Seuss é excelente para quem está aprendendo inglês e as histórias são deliciosas de ler e sim, talvez eu tenha um fraco por livros infantis. xD

page

Depois tive o prazer de ler o livro de crônicas da Martha Medeiros A Graça da Coisa e me apaixonei por ela novamente, pretendo ler mais dela em 2015! E encerrei o mês lendo Por Que Indiana, João? do Danilo Leonardi e gostei bastante!

Ah, li o volume 28 de Cavaleiros de Zodíaco e o volume 1 de Watchmen.

Outubro

page

Em outubro eu li O Demônio Familiar de José de Alencar e confesso, que não curti a leitura. Também li Charlie and the Chocolate Factory (resenha aqui).

10391377_941535695860872_5510640682278769469_n

E em outubro, tive o prazer de ler o INCRÍVEL O Exorcista e você pode conferir a resenha aqui!

Novembro

page

Apesar de novembro ter sido um mês de pouquíssima leitura, pude ler o Feliz Ano Velho do Marcelo Rubens Paiva e o que mais gostei nesse livro foi o fato dele contar sobre o acidente que o levou a tetraplegia sem drama e na verdade, de uma forma bem humorada até – óbvio que nós notamos os momentos em que ele se deixa abater, mas a melhor parte é que ele consegue enxergar por outro lado; e o livro também nos traz um pouco sobre a época da ditadura militar já que o pai de Marcelo foi levado pelos militares e nunca mais foi visto novamente.

E por último li o mediano Garota, Interrompida que, confesso, esperava muito.

Dezembro

page

Morte em Veneza foi outro livro do qual eu esperei muito e acabei decepcionado! Já Histórias de Paris é um livro de contos lindo e delicado além de ter uma edição linda!

10853123_761387347287677_1204126871_n

E o último livro do ano foi um que me surpreendeu e muito, Homens, Mulheres & Filhos uma história sobre a nossa geração atual, escrito sem nenhum pudor! (E domingo vai sair a resenha dele!).

Ah, em dezembro li 32 volumes do arco da Guerra Civil da Marvel (resenha sobre as HQs aqui) e também, terminei de ler a série de mangás de Cavaleiros do Zodíaco (volume 29 ao 48).



E bem, essas foram as minhas leituras em 2014!

E você: o que andou lendo no ano passado? Qual seu livro lido favorito? E qual não gostou?

Enfim, obrigado por continuarem por aqui durante mais um ano e feliz ano novo!

Um beijo do mágico e voltem sempre!

:*

daniel-radcliffe-laughing