A Música Brasuca ou: Quando um jovem americanizado redescobre as próprias raízes!

Primeiro, gostaria de me desculpar pelo sumiço. O fato é que eu não gosto de postar aqui até ter um assunto interessante. Não é qualquer livro que eu faço resenha, não é de qualquer série ou filme que eu falo. E por isso quando não surge nada interessante para comentar o blog acaba hibernando.

Hoje eu resolvi falar de música, mas de uma forma diferente. Eu confesso – sem problema algum – que sou um jovem americanizado. Minhas maiores influências de música, cinema e literatura provém dos EUA; e sinceramente, não vejo problema algum nisso. Porém, comecei a tirar conclusões de que nada criado por aqui prestava e esse foi o verdadeiro problema.

media-pics-musica-wallpaper-wallpaper-desktop-musica

E antes que alguém não compreenda, eu digo: não há nada de errado em gostar de artistas americanos ou de qualquer outro país; é bom que absorvamos novas culturas. Entretanto, o que considero errado é menosprezar a própria! Há inúmeros artistas fabulosos no Brasil. E hoje eu vou falar de alguns dos meus favoritos!

Pitty

tumblr_nbpr49O8k11r01s0xo1_500

Essa foi uma artista brasileira que sempre me chamou a atenção e sempre foi a exceção na minha fase “tudo que é do Brasil não presta”. O jeito de cantar, o instrumental bem trabalhado e as letras incríveis sempre nos mantiveram na mesma frequência.

  1. Serpente
  2. 8 ou 80
  3. Brinquedo Torto

Mallu Magalhães

tumblr_ncu4rx6FHq1snj349o1_1280

Mallu me conquistou recentemente. A primeira vez que ouvi uma música dela foi em meados de 2008, mas não dei muita atenção. Porém, tive o prazer de escutar o álbum Pitanga e me apaixonei!

  1. Velha e Louca
  2. Cena
  3. Cais

Banda do Mar

tumblr_nb3htyK3By1r46uz8o1_500

Por falar em Mallu, ela recentemente formou a Banda do Mar ao lado de Marcelo Camelo e Fred Ferreira. O début deles é um dos meus álbuns favoritos! Entrou para o meu coração com certeza!

  1. Mais Ninguém
  2. Hey Nana
  3. Dia Clarear

Silva

tumblr_nemzxpj5PQ1rahq62o1_500

O meu mais novo xodó! Silva lançou esse ano o álbum Vista Pro Mar e é um álbum incrível; música indie feita no Brasil, olha só! Suas músicas me mandam para outra dimensão, é incrível! ~vários pontos de exclamação para expressar a minha empolgação!~ Haha…

  1. Vista pro Mar
  2. Janeiro
  3. É Preciso Dizer

Marisa Monte

tumblr_mokfgtzVYp1qzqmq8o1_500

Só descobri recentemente que ela que cantava n’Os Tribalistas (grupo que tem duas músicas que foram trilha sonora da minha infância – quando tinha uns 7/8 anos).

  1. Beija Eu
  2. Vilarejo
  3. De mais Ninguém

Maria Gadú

maria-gadc3ba-2_foto-marcos-hermes

Uma das minhas vozes favoritas da MPB :3

  1. Dona Cila
  2. Axé Acapella
  3. Estranho Natural

Clarice Falcão

tumblr_n0ji6bZ3Qv1rwsc6fo1_500

Essa é da nova geração… Uma das coisas que mais gosto da Clarice é o tom bem-humorado e um tanto sarcástico em suas músicas!

  1. Eu me Lembro
  2. Oitavo Andar
  3. Capitão Gancho

Raul Seixas

tumblr_mrwr02xsO71ql734to1_500

Esse foi um dos casos de: ouvi por total influência da minha mãe e gostei!

  1. Medo da Chuva
  2. Metamorfose Ambulante
  3. Tente Outra Vez

Cazuza

tumblr_n8da0aW19Z1stcou7o1_500

  1. Exagerado
  2. Brasil
  3. Codinome Beija-Flor

Tiago Iorc

tumblr_mhmb9rjd1s1s2f8c0o1_r1_500

Outro artista que comecei a ouvir por influência de outra pessoa, nesse caso a minha amiga Andressa (também responsável por toda a minha reiteração na música brasuca).

  1. Forasteiro
  2. Música Inédita
  3. Tempo Perdido

Criolo

tumblr_n0y1jdfLji1rcpa3go1_500

Esse foi um caso onde julguei mal o artista. Nunca dei muita atenção ao rap e até hoje não é um estilo musical com o qual eu me conecto; porém, resolvi dar uma chance ao Criolo e descobri um artista com vários nuances. Seus álbuns são um passeio por vários ritmos e suas letras são geniais!

  1. Não Existe Amor em SP
  2. Subirusdoistiozin
  3. Convoque Seu Buda

Chico Buarque

tumblr_ncezqrKIoE1rtrpa9o1_500

Confesso que não sou o maior fã da voz dele, porém, suas letras são lindas!

  1. Eu te Amo
  2. Construção
  3. O Que Será

Tom Jobim

tom jobim

Esse é um dos maiores gênios musicais da história da música brasileira (e compôs Garota de Ipanema que é uma música conhecida no mundo todo). Além disso, fez um show inteirinho ao lado do grande mestre Frank Sinatra!

  1. Desafinado
  2. Águas de Março
  3. Garota de Ipanema

Legião Urbana

tumblr_n87nyzDPZM1r9g5kio1_500

Nem preciso falar muito, não é?

  1. Quando o Sol Bater na Janela do Seu Quarto
  2. Pais e Filhos
  3. Faroeste Caboclo

Ana Carolina

tumblr_n04hnpGxmA1rcpa3go1_500

Paixão absoluta e uma das vozes mais bonitas que já ouvi!

  1. Rosas
  2. Quem de Nós Dois
  3. Eu Comi a Madonna

Rita Lee

tumblr_n3xrvbYOuJ1qdr9pko1_500

Apesar de totalmente inapropriada, uma das canções que mais cantarolei quando criança – além das infantis que escutava – foi Amor e Sexo. Hahaha.

  1. Amor e Sexo
  2. Ovelha Negra
  3. Reza

Caetano Veloso

tumblr_mzdb91zm2b1sq1ypto1_500

Lembro de ter estudado uma de suas letras na aula de sociologia e anos depois, acabou se tornando a minha música favorita dele!

  1. Fora da Ordem
  2. O Leozinho
  3. Itapuá

 A Banda Mais Bonita da Cidade

 tumblr_mpon6oRrNA1reqxq0o1_400

  1. Oração
  2. Reza Para Um Querubim
  3. A Balada da Bailarina Torta

Cássia Eller

tumblr_myl3q49IhG1rgh7yoo1_500

Malandragem era outra música que eu gostava de cantarolar quando criança!

  1. Malandragem
  2. Palavras Ao Vento
  3. Admirável Gado Novo

E como eu disse: não há nada de errado em gostar de música internacional (eu gosto de vários artistas internacionais e os acho maravilhosos), mas antes de menosprezar a nossa música brasuca, que tal experimentar? Faça que nem eu e abra a mente, é muito legal!

Então, se você tem algum artista pra indicar, comente! E se gosta de algum desses, comente também! Comentários são sempre bem-vindos!

Por hoje é só, pessoal!

Um beijo do mágico e até mais!

daniel-radcliffe-laughing

Anúncios

#Artista da Semana: Amanda Jenssen

Hey!

Bem, primeiro quero explicar que o artista da semana ficou um pouco sumido porque eu estava sem ideias de quais artistas indicar (escuto tanta coisa e mesmo assim… xD). Porém, recentemente tive a oportunidade de conhecer uma cantora sueca que roubou o meu coração! Estou falando da excelente Amanda Jenssen.

Amanda+Jenssen+png

Amanda Jenssen nasceu na Suécia em setembro de 1988 e ficou conhecida em seu país após participar do Idols, apesar de não ter ganho, conquistou vários fãs e acabou gravando o seu primeiro álbum: Killing My Darlings. Hoje ela já está no seu terceiro álbum.

Aqui vai a lista de músicas que eu super indico:

  1. Happyland
  2. The Carnival
  3. Christmas Fool
  4. Ghost
  5. Illusionist
  6. Autopilot
  7. Volcano Swing
  8. Dry My Soul
  9. Thunderful Jolene
  10. Charlie
  11. Save Me For a Day
  12. Our Time

jenssen

Obviamente, faltaram várias outras músicas. Aliás, indico os álbuns Happyland e Hymns For The Haunted inteiros! O estilo musical da bela moça mescla inúmeros estilos que vai desde aquelas influências do rock clássico e passa pelo jazz e o soul. E além disso, Amanda tem uma voz incrível. Confesso que me apaixonei instantaneamente!

Então fica a super mega blaster dica!

amanda_jenssen-540

Por hoje é só, pessoal!

Um beijo do Mágico e voltem sempre!

:*

► Playlist da semana! ♫

Imagem

Resolvi começar mais uma coisa aqui no blog: a playlist da semana. É um post simples que vou tentar fazer toda semana indicando cinco músicas de artistas e gêneros variados. Espero que gostem:

#1 LANA DEL REY – GODS AND MONSTERS

#2 DAMIEN RICE – COCONUT SKINS

#3 BRIDGIT MENDLER – FORGOT TO LAUGH

#4 NIRVANA – POLLY

#5 LORDE – BUZZCUT SEASON

Imagem

Aliás, amanhã sai resenha nova! 😉

#Artista da Semana: Björk

Hey!

Existem músicas que são difíceis de digerir! Simplesmente por serem fora do comum e às vezes, ao escutá-las de forma superficial, acaba não agradando – até o momento que você para e presta atenção, deixa ser consumido e passa a entender, a avaliar o conceito artístico por trás das músicas que soam estranhas e os clipes aparentemente sem sentindo e é nesse momento que você compreende que está diante de algo maior do que parece.

Bem, escrevo isso apenas para resumir a minha experiência com a Björk uma artista que eu conheci aos 12 anos de idade e na primeira tentativa, não gostei. Foi depois de alguns meses – já com 13 anos – que eu parei para realmente escutar e entender todo o conceito. Assim, a islandesa com rosto de criança me conquistou!

Imagem

Antes, uma lista das minhas músicas favoritas (não está na ordem da que eu mais gosto):

(Vale lembrar que pra ouvir a música é só clicar no nome!)

  1. Where is the Line?
  2. Human Behaviour
  3. Crying
  4. Army of Me
  5. Play Dead
  6. Oceania
  7. It’s Oh so Quiet!
  8. Bachelorette (meu clipe favorito!)
  9. All is Full of Love
  10. Pagan Poetry
  11. Innocence
  12. Declare Independence
  13. Earth Intruders

Imagem

Björk nasceu na Islândia em 1965 e começou a carreira logo criança, quando com a ajuda de seu padrasto, gravou o primeiro álbum intitulado apenas Björk. Conforme crescia, ela começou a se aproximar do mundo punk e assim, começa uma banda só de mulheres chamada Spit and Snot. Após algum tempo – vendo que esse tipo de música não a inspirava mais – entrou em uma outra banda, agora pós-punk, chamada Exodus, mas essa dura pouco tempo. Ela não desiste e assim, tenta novamente, dessa vez com a banda Tappi Tíkarrass, com essa, ela grava dois discos e ganha mais visibilidade em seu país. Depois, veio outras duas: KUKL e The Elgar Sisters. Estando cada vez mais inspirada, ela acaba fundando a banda The Sugarcubes que lhe rendeu reconhecimento em outros países; quando a banda se separou em 1992, Björk decidiu trilhar o caminho sozinha e assim lançou o Debut que a deixa cada vez mais conhecida, mas é com o segundo disco – Post – que ela alcança a fama mundial.

Björk também se aventurou no cinema, protagonizando o filme Dancer in the Dark do diretor Lars von Trier. O filme lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz no festival de Cannes. Ela também lançou o cd com a trilha sonora e gravou uma música com a participação de Thom Yorke da banda Radiohead chamada I’ve Seen It All que foi indicada ao Óscar de Melhor Canção.

Imagem

Como eu falei na introdução desse post: conheci a Björk aos doze anos de idade depois de ler uma entrevista com a Amy Lee do Evanescence em que ela listava o álbum Post como um dos seus favoritos de todos os tempos. Assim, resolvi seguir as dicas e pesquisei suas músicas, não gostei de primeira. Suas músicas eram alternativas demais para um garoto acostumado com as canções feitas de forma, digamos, linear. É esse o perigo de desistir na primeira tentativa, pois aos poucos, ela foi me conquistando com suas músicas, letras incríveis e enigmáticas, clipes complexos e – na minha opinião – é a artista mais expressiva e criativa de todos os tempos (#chora #LadyGaga). Super indico!

Imagem

Bem, é isso!

Um beijo do Mágico e volte Sempre!

 

#Artista da Semana: Evanescence

Hey!

Demorei muito para fazer esse post, simplesmente, porque achei difícil falar da minha banda favorita (isso parece estranho, eu sei). Talvez a banda que eu ouço há mais tempo – 8 anos!!! Estou falando do Evanescence.

Imagem

Primeira formação com Amy Lee, Ben Moody, John LeCompt, Will Boyd e Rocky Gray

Formada em 1998 por Amy Lee e Ben Moody (que se conheceram em um acampamento em 1995), a banda começou por causa dos interesses semelhantes entre os dois. Ainda em ’98 eles lançaram o Evanescence EP que continha 8 faixas e no ano seguinte, o Sound Asleep que continha 6 faixas, sendo duas instrumentais. Algumas de suas músicas começaram a tocar nas rádios regionais, o que fez com que eles ficassem conhecidos na cidade onde viviam. Em 2000, uma gravadora pequena (Bigwig Enterpresis) produziu o primeiro álbum deles – cujo qual a Amy considera apenas uma compilação de demos – Origin. O sucesso mundial só veio mesmo em 2003, quando eles assinaram com a Wind-up Records e lançaram o estrondoso Fallen que vendeu 17 milhões de cópias, provocando o BUM! na carreira deles. Desde então foi lançado o Anywhere But Home em 2004 – que é a gravação de um show feito em Paris e que contêm inúmeras imagens da turnê -, The Open Door em 2006 e o último álbum deles foi o autointitulado Evanescence de 2011. Além dessas músicas, a banda possuiu inúmeros demos e b-sides dos discos. Nesses 16 anos de carreira, a banda sofreu inúmeras alterações em sua formação, tendo Amy Lee como o único membro original.

Imagem

Formação de 2006, onde entrou Terry Balsamo e Tim MacCord

Sou suspeito para falar da banda. A primeira vez que entrei em contato com o Evanescence foi através da música My Immortal que eu ouvi na MTV em meados de 2006. A paixão foi instantânea e só aumentou desde então. O que faz eu ter todo esse amor, carinho e admiração por eles se deu ao fato de que as músicas se tornaram a minha forma de terapia em todos esses anos, como um refúgio. Devo também a eles o fato de eu ter começado a compor minhas próprias músicas, isso aconteceu por causa de uma entrevista da Amy onde ela dizia que a melhor forma de enfrentar os problemas é escrevendo sobre; também devo a ela o fato de ter me interessado por piano e hoje estudá-lo. Um dos pontos altos da minha relação com a banda foi que em 2012 eu finalmente tive a oportunidade de vê-los ao vivo e guardo essa lembrança como uma das mais importantes da minha vida. Sim, esse post é mais do que uma indicação musical e sim um depoimento de fã… Amo a banda, e, sendo favoritismo ou não (não dou a mínima), Amy Lee é a minha inspiração como artista completa.

Imagem

Como é muito difícil indicar somente 10 músicas, vou fazer o meu top 20 – sem ordem de preferência:

  1. Understanding
  2. Field Of Innocence
  3. Breathe No More
  4. Haunted
  5. My Last Breath
  6. Whisper
  7. Away From Me
  8. Hello
  9. Missing
  10. Farther Away
  11. Lose Control
  12. Lacrymosa
  13. End Of The Dream
  14. Secret Door
  15. Together Again
  16. Everybody’s Fool
  17. The Only One
  18. Taking Over Me
  19. Give Unto Me
  20. Snow White Queen
  21. Your Star
  22. Swimming Home
  23. Never Go Back

Imagem

Formação atual, agora com Will Hunt e Troy McLawhorn

Sim, eu roubei e não me arrependo disso xD

Imagem

Ainda faltou várias… Na verdade, creio que as únicas músicas que eu não gosto muito é a versão acústica de Imaginary que está no Evanescence EP e a Exodus. De qualquer forma, fica aqui um post que eu demorei pra fazer, mas simplesmente por falta de palavras. Evanescence é e sempre será minha banda favorita, não importa quantos anos se passem.

Imagem

Minha colagem com algumas fotos que tirei no show

Por hoje é só pessoal!

Beijo do Mágico e Volte Sempre!

Imagem

#Artista da Semana: Sessão Nostalgia…

Hey!

Ultimamente (na verdade, desde que o ano começou) eu estou nostálgico e isso se deve ao fato de que eu percebi que a última vez que eu brinquei, foi há quase 8 anos… Não sou mais criança há 8 anos… Por isso, resolvi fazer uma sessão nostalgia das músicas que eu ouvia; confesso que não vão ser apenas músicas de quando eu era criança, pois algumas eu escutei até os 13 anos… Enfim, vamos para a minha listinha:

Image

Para quem pensava que o Bieber havia sido o primeiro loirinho com esse corte de cabelo que cantava música pop, se enganou. Lá em meados de 2003, havia o Jesse McCartney; aqui no Brasil ele não ficou muito conhecido, mas fez bastante sucesso lá nos EUA por causa da Disney que o divulgou bastante. Sem a sensação de Guilty Pleasure, assumo sem problemas que ele foi meu ídolo e o seu 2º álbum (Right Where You Want Me) aí está entre os meus favoritos (apesar de durante alguns anos, ter negado o meu apreço por ele xD)… Uma pena que o 3º álbum foi uma porcaria, então fiquei apenas com os dois primeiros. É impossível ouvir as músicas dele sem sentir aquela pontada de nostalgia, da época em que eu passava a tarde ansioso pra começar o Zapping Zone e uau… Aliás, mesmo na época que eu negava o fato de gostar do Jesse, eu tinha um ritual: todo final de ano, no último dia de aula, eu ouvia a música We Can Go Anywhere… Para quem nunca ouviu, vou deixar minhas 3 músicas favoritas:

  1. We Can Go Anywhere
  2. Because You Live
  3. The Stupid Things

Image

Esse eu não sinto nem uma pitada de vergonha ao dizer que ainda curto e MUITO as músicas dele (o álbum Telegraph ainda tem seu lugar na minha listinha de álbuns favoritos). Quem não se lembra do Drake Bell que ficou mundialmente famoso ao interpretar o Drake Parker na série Drake & Josh? Eu era totalmente viciado na série, desde que vi pela primeira vez lá em 2004… Musicalmente, eu gosto bastante do estilo do Drake e as músicas dele tem umas pitadas do rock clássico e ele é fortemente inspirado nos Beatles, Nirvana e etc… Vou deixar minhas 3 músicas favoritas:

  1. Don’t Preach
  2. Down We Fall
  3. Circles

Image

Oh, sim… Meu passado é exótico! Não acompanhei o RBD até o fim e confesso que nunca assisti a novela, mas influenciado pelos meus primos, fui arrebatado pelas músicas. Acompanhei o grupo até o comecinho de 2006… O legal quando se fica velho é que o guilty pleasure vai embora e só resta a nostalgia, foram tempos bons e não me envergonho disso. Óbvio que passei anos da minha vida negando de pé junto que nunca tinha gostado, mas pra quê mentir? Há três músicas deles que são especiais e me trazem lembranças muito divertidas:

  1. Que Hay Detrás
  2. Otro Día Que Vá
  3. Bésame Sin Miedo

Image

Oh, yeah, that’s right! Eu sei que você se lembra dessa moça loira da foto, eu pelo menos, sim. Floribella, acho que a única novela da Band que deu certo… Isso me causa uma nostalgia absurda, pois eu tomava banho, jantava e corria pra TV. Acompanhei a novela do começo ao fim, foram duas temporadas e, se não me engano, passou entre 2004 e 2005… Oh, foram tempos muito felizes! E aqui as músicas que eu mais gostava:

  1. Porque
  2. Flores Amarelas
  3. É Pra Você Meu Coração

Image

Essa não é tão antiga, mas eu ouvi muito entre 2008/2009, como nessa época eu já ouvia symphonic metal, é óbvio que eu negava gostar da Demi Lovato, porém, ouvia escondidinho na minha casa e pelo mp3; fui daqueles que esperou 1h para ver a estreia de Camp Rock e caiu de amores pela moça! Meu álbum favorito é o Here We Go Again – cujo qual eu ainda ouço algumas músicas… Hoje já não acompanho mais a carreira e não curto muito as novas músicas, mas sempre fico nostálgico quando vejo ela pela TV. Aqui vai as minhas 3 músicas favoritas:

  1. World Of Chances
  2. Trainwreck
  3. Everytime You Lie
  4. Open (é um bônus, pois não entrou em nenhum álbum, mas uma das que eu mais gosto!)

Image

É impossível falar da Demi Lovato sem citar os Jonas Brothers, nesse caso, eu conheci eles antes dela, em meados de 2007 (e sim, mais uma banda que eu negava de pé junto quando me perguntavam se eu gostava, mas acabei me entregando na sala de aula quando fiz um dueto com uma colega da música When You Look Me In The Eyes… ok ok)… Ainda tenho o primeiro cd deles aqui em casa, ganhei dos meus pais… Enfim, simbora para a lista de músicas:

  1. Goodnight and Goodbye
  2. Hold On
  3. Poor Unfortunate Souls (sim é a versão deles da música da Pequena Sereia)

Image

“Que eu posso tentar te esquecer, mas você sempre será, a onda que me arrasta, que me leva pro seu mar” Não adianta, se tocar uma música dela eu vou cantar junto e não, eu não deixei de gostar… Gosto muito da voz dela… Acho que como todo mundo, conheci a moça na época da novela Malhação (saudade da época que a novela foi boa)… Minha lista das músicas que eu gosto:

  1. Você Sempre Será
  2. So Easy
  3. Até o Fim

Image

Agora sim eu realmente voltei ao passado, de acordo com a minha mãe, acompanho a Eliana desde os 3 anos (isso foi em 1998) e pelo que eu me lembre, assisti o seu programa até 2004, quando acabou. Sempre gostei mais da Eliana do que da Xuxa (apesar de ter acompanhado alguns programas dela quando criança)… Ai ai, que saudade! Agora bora para a listinha de músicas:

  1. É Tão Lindo
  2. Comer Comer
  3. Brincar Com o Chiquinho

Image

Yes, é isso mesmo que você está vendo! Ha Ha Ha…

Eu adorava a Wanessa quando tinha uns 6/7 anos e acho que ainda tenho o CD dela perdido aqui em casa… Fazer o quê! Confesso que nem tenho muito o que falar, só que eu gostava muito quando criança xD… Listinha nostálgica:

  1. O Amor Não Deixa
  2. Eu Sei
  3. Eu Quero Ser o Seu Amor

Image

Okay, ela não é bem cantora, já que gravou as músicas apenas para a série, mas não posso deixar de citá-la: Emma Roberts como Addie Singer da série Normal Demais, e eu… tinha uma paixão platônica por ela quando criança… tsc tsc tsc… Enfim, duas músicas da série me trazem uma nostalgia absurda e uma leeeeve vontade de chorar… E não, as músicas não são tristes, só me lembram quantos anos se passaram.

  1. Dummy
  2. I Wanna Be

Image

Sim, sou eu na foto! xD

Enfim, por mais que a gente sinta vergonha de algumas coisas, não podemos negar que a infância é a melhor fase da nossa vida, a única época que fomos inocentes, que não conhecíamos as maldades do mundo e vivíamos um dia de cada vez, aproveitando ao máximo. E parafraseando Charles Dickens: “Aquela foi a melhor das épocas”…

Compartilhem aqui se você ouvia alguém dessa lista e outros artistas que vocês curtiam quando era niños

Como eu também falo de cinema e televisão aqui no blog, em breve eu volto com uma lista de desenhos/séries/filmes marcantes… Por hoje é só pessoal!

Beijo do Mágico e volte sempre!

Image

#Álbum da Semana: Lorde – Pure Heroine

Hey!

E o primeiro artista da semana de 2014 é uma que me conquistou desde que ouvi pela primeira vez. Estou falando da Lorde!

Image

Lorde tem apenas 17 anos e um talento grandioso. Cantora e compositora talentosa, lançou o seu debut no ano passado chamado Pure Heroine e é com certeza, para mim, um dos melhores álbuns lançados em 2013. Aqui vai a tracklist para você conferir:

  1. Tennis Court
  2. 400 Lux
  3. Royals
  4. Ribs
  5. Buzzcut Season
  6. Team
  7. Glory and Gore
  8. Still Sane
  9. White Teeth Teens
  10. A World Alone

Image

No cenário musical atual onde a música pop é industrializada e sem significado, emoções e boas letras, é muito bom entrar em contato com bons artistas que tem realmente algo a dizer. Super indico Lorde para quem está cansado das músicas pré-fabricadas e desejam ouvir algo diferente.

Image